“Se eu pudesse, tocaria só o After Laughter” – Hayley para o MusicFeeds

O postal australiano Music Feeds recentemente conversou com a banda, na entrevista Hayley, Zac e Taylor falaram sobre os próximos shows, as mudanças que a era After Laughter trouxe à eles, o retorno de Zac Farro e possíveis músicas novas. O Paramore retorna à Austrália no dia 8 de fevereiro com a Tour Four.

Music Feeds: Vocês não fazem tour na Austrália desde 2014, então vão fazer 4 anos assim que fevereiro chegar. Pelo quê vocês estão ansiosos pra essa tour?

Hayley: Nós amamos a Austrália. A gente queria estar fazendo show por lá o tempo inteiro (risos), então estamos prontos pra voltar e ver vocês. Vamos estar por ai quando está um frio congelante em casa então vamos aproveitar um pouco de clima bom e alguns shows enormes, vai ser demais.

Music Feeds: Este álbum apresentou um Paramore que admitiu uma mudança bem grande de estética e som. O que podemos esperar de vocês ao vivo?

Taylor: Bom, vai ter nós três, digo, quatro tocando no palco. Vamos tocar várias músicas e vamos tentar toca-las da melhor maneira possível. Você definitivamente pode esperar por alguns resvalos, por algumas músicas que você gosta e outras que você não goste tanto quanto as outras, mas você também pode esperar que vamos estar muito animados e seremos o melhor que somos.

Music Feeds: Então não vai ser só algo do tipo a tour do “O melhor do Paramore”?

Zac: Acho que o que o Taylor quis dizer é que cada álbum que você lança, é o que deixa você mais empolgado. Então é difícil querer tocar músicas antigas mesmo que a gente ainda ame elas, porque parece que somos pessoas diferentes. Ainda podemos nos conectar com elas e sabemos que são importantes pros fãs, mas quando você lança um álbum novo, é como se você estivesse comprando uma camiseta nova ou algo assim. É a única coisa que você quer vestir. Então vamos vestir bastante as nossas novas camisetas (risos) e algumas outras roupas velhas.

Taylor: Vamos dar aos fãs o pacote completo. Nunca seremos aquelas bandas que só fazem esse tipo de coisa por eles mesmos. Sabemos que as pessoas amam nossas músicas antigas, mas você não pode satisfazer todo mundo, não é?

Music Feeds: Exato, e imagino que seja difícil condensar 10 anos de músicas dentro de apenas uma setlist.

Hayley: Sim! Estamos tentando tocar sons que realmente amamos e que estamos animados pra tocar, seja a primeira vez que estamos tocando ou seja músicas mais velhas que podemos dar uma nova vida. Muitas pessoas que nos apoiam por um longo tempo foram à inúmeros shows do Paramore e nos importamos com isso, queremos ter certeza de que estamos satisfazendo esse pessoal. Mas também… esse é o nosso trabalho e é também a nossa paixão. Realmente, de verdade, a nossa paixão. Estamos tocando juntos e criando músicas do zero, então nós também queremos estar no palco e tocar músicas que nos animam e que não apenas nos conecte individualmente mas também um com o outro. Tenho certeza de que será bem equilibrado, mas pessoalmente, se eu pudesse, estaria tocando só o After Laughter. Se fossemos uma banda só “da Hayley”, tocariamos apenas esse nosso último álbum porque estou animada e orgulhosa dele, então esta é outra boa razão para se estar em grupo: ter todo mundo dando a sua opinião e ajudando a escolher e montar e olhar as coisas de outra perspectiva.

Music Feeds: E músicas como “26”? Porque obviamente o coração desta música está no lindo arranjo de acordes. Vocês terão uma banda completa fazendo a tour com vocês para recriar músicas como essa? Ou vai ser algo mais cru para os shows?

Taylor: Você está deduzindo que vamos tocar essa música (risos).

Music Feeds: Estou apenas tentando pescar alguma coisa.

Hayley: Bom, você conhece algum quarteto ou octeto? (risos).

Music Feeds: Claro, ligue para a Orquestra Sinfônica de Sydney! Tenho certeza que eles topariam.

Taylor: Para aquela música vamos usar um helicóptero para chegar até o Opera House, tocar via satélite e depois voltar pra terminar o show (risos).

Hayley: (Risos) Sim! Ainda temos que tocar essa música com acordes, um dia faremos isso.

Music Feeds: Mesmo sem “26”, eu tenho certeza que vem sendo incrível tocar muitas das músicas do After Laughter ao vivo. As músicas são bem pop e sintetizadas, mas elas também tem letras bastante obscuras. Como é revisar alguns desses momentos no palco?

Hayley: Há noites em que eu acho mais difícil, estaremos tocando e vou cantar uma algo em que não penso faz tempo e que vai me soar de forma diferente. Mas acho que isso é bom. Quero dizer, eu estou falando por mim mesma aqui, mas penso que isso é saudável. Você tem que olhar para o espelho de vez em quando e realmente refletir sobre o que você disse sobre sua vida e a diferença em talvez o que você sente agora. E de muitas maneiras, acho que foi uma cura para todos nós sair e tocar essas músicas para as pessoas. Eu acho que ver outras pessoas se relacionando com elas em sua própria maneira é bom, porque então você fica fora de sua cabeça e percebe que não é a única pessoa a lidar com isso. É mais um tipo de coisa universal. E é por isso que a música é tão incrível. Existem algumas músicas que ainda não tocamos do disco e acho que será bom tocar elas e sentir as emoções e dar a essas histórias uma nova vida.

Music Feeds: E como foi para você Zac? Você obviamente já voltou a banda há um tempo agora, mas foi surreal voltar à estrada e tocar com esses caras?

Zac: Sim! Quero dizer, especialmente porque eu realmente não tinha entrado em turnê desde que eu deixei a banda em 2010. Me sentia um estrangeiro, mas ao mesmo tempo sentia como se fosse a parte de trás da minha mão porque eu tinha feito isso desde que nós éramos crianças. Então, foi incrível. Na verdade, eu vivi na Nova Zelândia há alguns anos e, sem ofender, mas definitivamente tenho uma nova perspectiva sobre turnês e viagens, algo que perdi nos velhos tempos. Então é muito divertido e realmente excitante agora, depois de tudo. É suave.

Music Feeds: “Suave”? É uma gíria que você aprendeu durante esses anos na Nova Zelândia?

Zac: (Risos) Sim! Eu tive que falar ela aqui.

Music Feeds: Vocês foram bem sinceros que houve alguns momentos nos últimos anos em que o Paramore quase chamou de encerramento. Como esse álbum mudou o espaço inicial da banda desde então?

Hayley: Bem, estamos definitivamente rompendo (risos). Não, estamos bem. Na verdade, falamos muito sobre isso. Eu acho que ainda estamos nos beliscando e é bom estar saudável e em torno de amigos. Acho que é apenas algo que aprendemos nos últimos 15 anos uns com os outros, como a diferença em ser realmente muito honesto e apoiar uns aos outros e onde estamos e também ajudando a escolher um ao outro. Você precisa aprender o equilíbrio da fé e do apoio, e nós somos realmente afortunados que amamos estar um ao redor do outro. Na verdade, penso que adoramos estar juntos mais do que adoramos tocar música agora, o que não acontece há muito tempo.

Music Feeds: E quanto a alguma música nova? Vocês estiveram trabalhando em novas coisas enquanto estiveram na estrada?

Taylor: Eu vou dar uma sugestão… não (risos). Nós queremos mas… eu vou te dar uma outra sugestão… ainda não é um sim (risos).

Zac: É, nós teremos que te dar um resposta simples para esta pergunta (risos).

Bem, acho que nós podemos escutar o After Laughter repetidas vezes até que mude para um sim.