After Laughter

Hayley Williams: Na tóxica masculinidade da música

O portal de música australiano Don’t Bore Us publicou em seu site uma breve conversa que teve com o Paramore via e-mail onde Hayley falou um pouco sobre seu ponto de vista na questão da masculinidade e conduta sexual no meio musical.

“Este ano tem sido difícil em termos de artistas que gostamos, e até mesmo amamos, sendo presos por má conduta sexual. A cena musical alternativa tem um problema com “masculinidade tóxica” (nossas palavras), e tem sido difícil chegar a um acordo com tantas pessoas que admiramos caindo em desgraça. Hayley Williams do Paramore conversou com nós sobre o assunto – você pode ler seus pensamentos abaixo:

Foi um ano muito difícil para homens e mulheres… tentando passar por todas essas histórias e alegações. Questionando seus ídolos. Não acredito que nenhum ser humano seja digno de ser adorado porque todos nós temos exatamente a mesma capacidade de machucarmos uns aos outros, nos machucar, e geralmente fazer uma absoluta bagunça da vida que nos deram.

E limitá-lo para a questão da masculinidade e do gênero é difícil. Claro, os meninos precisam começar a ver exemplos de vulnerabilidade e respeito pelo sexo oposto ainda muito jovens. Mas também não deve ter a ver apenas com gênero e sexualidade. Deve ter a ver com a humanidade e a coexistência.

De alguma forma, mulheres e homens (ou meninas e meninos) têm que aprender a falar sobre essas questões de uma maneira – em conjunto – que é suficientemente vulnerável para que as pessoas aprendam algo. Estou cansada de ver pessoas falando de arrependimento e não de um lugar de inteligência real sobre o assunto. Tem que haver uma conversa educativa e compassiva para que possamos antecipar estes problemas antes de se transformarem em uma verdadeira dor.

-Hayley”

Pouco tempo depois que o artigo foi publicado Hayley escreveu em seu twitter:

espere … eu amo vocês, mas não escrevi um ensaio. Eu respondi uma pergunta em uma entrevista por e-mail que nós três participamos???

O Don’t Bore Us respondeu:

Você está certa – julgamos mal a situação e alteramos o artigo. O post completo com toda a banda estará nas próximas semanas, nós apenas respeitamos sua visão tanto que pensamos que precisava de seu próprio lugar para brilhar. P.s, estamos tão entusiasmados para vê-la em turnê. Muito amor <3

Read More

Por Damaris Albertuni
After Laughter entre os 50 melhores álbuns do ano segundo o Stereogum

O último álbum do Paramore apareceu em mais uma lista dos melhores álbum lançados em 2017, desta vez o After Laughter aparece na 37ª posição da lista do site Steriogum que listou os 50 melhores álbuns do ano. O texto destaca as composições que fazem referência à temas como depressão e frustrações, além de elogiar a construção musical das canções. Confira a crítica feita por Chris DeVille:

Qualquer um que se pegou passando por um breve momento de consolo das suas frustrações através de um discurso de Facebook perfeitamente trabalhado provavelmente pode se relacionar com o After Laughter. Muitos compositores criam depressão e descontentamento, mas poucos o fazem com a franqueza e o fervor que Hayley Williams trouxe para o último lançamento do Paramore. Seja atirando contra o otimismo infundado (“Rose-Colored Boy”), a falsa sociedade polida em uma camada superficial de contentamento (“Fake Happy”), ou a futilidade da fé em heróis (“Idle Worship”), ela cravou o pop rock do Paramore com tiros de pessimismo que seriam difíceis de engolir se a música não fosse construída de forma tão contagiosa. Uma vez que você estiver ajustado na reforma retro da banda, as músicas são uniformemente espetacular – especialmente as baladas “Forgiveness” e “26” em que a dor o qual conduz ao trajeto mais agressivo é descoberta e convertida em algo como beleza. –Chris DeVille

 

Read More

Por Damaris Albertuni
After Laughter entre os 50 melhores álbuns do ano

A revista NME divulgou sua lista anual dos 50 melhores álbuns lançados no ano, o Paramore garantiu a 20ª posição com seu último lançamento After Laughter! A lista completa está disponível no site da NME.

Os emos foram para o pop em seu quinto álbum, um lançamento enganosamente alegre que mostra Hayley Williams em luta com a saúde mental. Com certeza, faixas como ‘Hard Times’, ‘Fake Happy’ e ‘Told You So’ poderiam soar como uma explosão de power-pop e new-wave nos anos 80, mas liricamente elas lidam com ansiedade, depressão e as merdas da vida. O primeiro lançamento da banda do Tennessee desde o retorno do baterista Zac Farro (que deixou a banda em 2010), e a saída do baixista Jeremy Davis, significa que tudo mudou na casa do Paramore – no entanto, o resultado é uma banda não só atualizada, mas refrescantemente honesta.

 

 

Read More

Por Damaris Albertuni
Paramore lança videoclipe de Fake Happy

Screaming… Hallelujah! O clipe de Fake Happy está entre nós! A banda liberou nesta tarde o tão esperado clipe da música que é o terceiro single do álbum After Laughter, dirigido por Zac Farro. Assista abaixo o resultado:

 

Read More

Por Damaris Albertuni
Paramore na Argentina: Destaques do Personal Fest’17

A apresentação do Paramore no Personal Fest foi daquelas para entrar para a história! A banda subiu no palco no horário previsto 21:50, horário local, começando com a Intro seguida de Hard Times e finalizando com Rose-Colored Boy. A energia da banda entrosou muito bem com a animação do público que cantou todas as músicas em voz alta tornando o espetáculo completo. A noite foi especial para os fãs do Brasil que marcaram presença no festival, “Obrigada Argentina, e também o Brasil” disse Hayley Williams durante o show. Além disso, o fã brasileiro Henrique Vieira subiu no palco para cantar Misery Business, que sorte hein! Para encerrar a noite bem ao estilo brasileiro, quando o show acabou os fãs subiram a hashtag “PARAMORE COME TO BRAZIL” que virou trend topic no Twitter! Ficou claro que está mais do que na hora de dar uma passadinha por aqui não é não Paramore?

Confira as fotos AQUI

Setlist

Hard Times

Ignorance

Still Into You

Daydreaming

Forgiviness

Brick By Boring Brick

That’s What You Get I

Caught Myself

Told You So 1

Fake Happy

Miz Biz

Ain’t It Fun

Caught In The Middle

Rose-Colored Boy

 

Confira o show completo!

Read More

Por Damaris Albertuni
Personal Fest’17, Argentina

Sim, o Paramore está em solo sul americano! Mas, ainda teremos que esperar mais um pouco para vê-los pelo Brasil pois a banda fez uma parada na Argentina para participar do Personal Fest! O festival acontece em dois dias, 11 e 12 de novembro na cidade de Buenos Aires. O Paramore tem show marcado para o dia 11 no palco Huawei às 21:50, 22:50 pelo horário de Brasília, e terá transmissão ao vivo pela internet!! Que os nossos hermanos irão fazer bonito durante o show a gente já sabe, agora será que a banda tem alguma surpresa guardada? Vamos torcer para que sim!

Transmissão ao vivo:
www.personalfest.com.ar ou pelo aplicativo PersonalFest disponível na App Store e na Play Store.

As principais fotos do show estarão disponíveis AQUI!

Produtos oficiais que estarão disponíveis no festival:

 

Line-Up completo do Personal Fest’17:

Read More

Por Damaris Albertuni
Após tragédia, o show do Paramore em Nova York provou que ‘Laughter’ (e dançar) são os melhores remédios.

A banda de rock trouxe a Tour Two à New York’s Radio City Music Hall para uma noite de liberdade em meio a uma “semana péssima.”

Foto de julho de 2017

 

 

“If we cry hard, we dance harder” (se chorarmos muito, nós dançamos mais ainda), Hayley Williams conta que a platéia lotada da quarta feira dia 4 de outubro, no New York’s Radio City Music Hall, “foi uma semana péssima, tem sido uma merda sentimental, e queremos apenas dançar com vocês, cantar com vocês, chorar com vocês. Você calçou seus sapatos de dança?”

Apesar de ser apenas quarta-feira, a semana já havia sido muito horrível, com o tiroteio no festival em Las Vegas no domingo e a repentina morte na  segunda-feira de Tom Petty (2 de outubro). Os comentários da Hayley ao longo de todo o show deixaram claro que ela estava tão triste quanto qualquer um na platéia de 6.000 pessoas. Enquanto ela tivesse com a energia de alguém que estivesse muito feliz (sem mencionar sua roupa de lantejoulas douradas brilhantes), era profundo o sentimento “cry hard, dance forever”, mostrando que a energia era alimentada pela emoção- seja ela puramente positiva ou o contrário.

Mas isso não seria surpreendente, a “energia emocional” poderia ser uma descrição de todo catálogo do Paramore. E com o setlist compilado para Tour Two North American isso é ainda mais verdadeiro.

Iniciando o show com o hit de After Laughter  ‘Hard Times’, Paramore realizou um setlist de 19 musicas com seus maiores sucessos, com faixas mais emocionantes como ‘That’s What You Get’ à ‘Fake Happy’, Hayley cumpriu o dever de uma vocalista, batendo o cabelo, mas talvez o mais necessário –  pelo menos no momento desse show em particular- declarações sinceras e animadas para deixar o espírito pra cima.

“Alguém tem sentimentos? Eles te pegaram” disse ela antes da faixa do Self Titled “Hate to See Your Heart Break”. Depois da brincadeira sobre como o Paramore passou muito da sua carreira gritando aos fãs pela música, ela  também tocou sobre sinceridade nas músicas: “É bom deixar vulnerável, o que é assustador. Mas acho que é uma escolha que leva a noites como essa.”

O ponto mais emocional veio quando Hayley e o guitarrista Taylor York se despojaram para a versão acústica de “26” (“as cadeiras estão fora, as luvas estão fora, Nova York” Hayley brincou), mas muito como o resto do show, com a plateia cantando muito alto, sentia-se como qualquer tristeza era ultrapassada por paixão. E enquanto o coro de estranhos era praticamente estrondoso, quando chegou a hora de Hayley falar ela teve total atenção.

 

 

Foto do show em New York’s Radio City Music Hall, outubro 2017.

 

 

“Eu não vou pregar para você ou coisa assim”, disse ela antes das ultimas musicas na parte pré-bis do show- provocando um eco unanime, “pregue, pregue, pregue” que ecoou no lugar, Hayley continuou dizendo aos fãs que usassem a tristeza ou a dor como inspiração para criar, algo que levou à música que lançaram no mundo.

Antes de entrar em Misery Business, clássico do Riot!, Hayley refletiu sobre o aniversário de 10 anos do seu segundo álbum, e como 2007 foi um tempo bastante simples- bem, apesar das calças amarelas insanamente apertadas que ela usava (“estou falando sério, eu não conseguia sentir por pernas por aquele ano inteiro” ela ria) agradecendo a multidão por crescer junto com eles, Hayley passou a levar a energia a um nível ainda maior, sendo a melhor solução para os fãs esquecerem toda a negatividade da semana.

Ao retornar ao palco e tocar “Caught in the Middle” para dar início a parte do bis, Hayley fez de suas mensagens positivas, reconhecendo como a música compartilhada com uma sala cheia de fãs espirituosos era exatamente o que eles- e o mundo- precisavam.

“É bom ver você dançando, é bom vê-lo cantando, é bom vê-lo sorrindo”, ela disse com um sorriso de orelha-orelha. “Quando nos reunimos assim, podemos fazer muito. Podemos fazer muitas mudanças – o que eu sei é difícil de acreditar, porque o mundo está louco. E em noites como esta, em semanas como esta, é especial. ”

Foto do show em New York’s Radio City Music Hall, outubro 2017.

 

confira a matéria original aqui: http://www.billboard.com/articles/columns/rock/7989434/paramore-tour-two-radio-city-music-hall-nyc-show-recap?utm_source=twitter

Read More

Por Hana Naromia
Paramore se apresenta no Tiny Desk

O Paramore participou do Tiny Desk, programa da rádio NPR que traz artistas para tocar versões acústicas nos escritórios da rádio em Washington. O programa já contou com nomes como Alt-J e Tegan and Sara. A banda tocou as músicas Hard Times e Fake Happy, confira!

 

Read More

Por Damaris Albertuni
AFTER L A U G H T E R | Quinto álbum revisado e montado

Read More

Por kleversonmkt_b955n5la